segunda-feira, 21 de julho de 2014

PROTESTAR NÃO É VANDALIZAR

Por: Agmael Lima*

Com a negativa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aos pedidos de Habeas corpus para vinte e três ativistas presos por promover violência em protestos, há uma forte crítica por parte dos membros dos Direitos Humanos que busca formas de dar liberdades aos envolvidos nesses atos de vandalismo.

O incrível é ver os Direitos Humanos pregar que esses garotos não fizeram nada de grave e ainda trata-los como heróis que abriram mão da vida deles para lutar nas ruas. Os presos por vandalizar nos protestos são acusados de causar prejuízos públicos e privados, além de provocar a morte de um jornalista durante as manifestações no início desse ano, numa tragédia que gerou grande repercussão e mobilizou a opinião pública.

Para muitos esse episódio não passa de uma fatalidade. Para mim fatalidade é quando um raio cai em alguém e esse acontecimento no meu ponto de vista foi um assassinato. Por isso é preciso estar atento para aqueles que, infiltrados entre os manifestantes, promovem atos de vandalismo e causam muitos prejuízos, pois o oportunismo de pessoas de má índole é responsável por uma conta extremamente cara que é repassada à população.

Há algum tempo o povo tem ido às ruas em todo o Brasil para reivindicar melhores condições de vida exercitando o direito democrático de protestar que está assegurado pela Constituição Brasileira, mas isso não dá o direito a ninguém destruir patrimônios.

Protestar é cobrar de forma pacífica e ordeira, respeitando os órgãos públicos e as propriedades privadas, além de ser uma maneira inteligente de expressar a formação de opinião de todo cidadão, é também uma forma de expressão de uma sociedade organizada que sabe lutar por seus direitos junto aos seus governantes. Jamais podemos permitir que pessoas de mal intencionadas manchem um esforço tão grande pelo bem na nossa sociedade.

Vandalizar é uma atitude reprovável e ridícula vinda de pessoas motivadas pelo senso de ignorância e destruição, que procuram de forma maldosa e sem caráter, desviar o sentido principal de uma manifestação, com atitudes que a sociedade com certeza repudia.

No meu ponto de vista, quem comete ato de vandalismo tem uma dívida com a sociedade e enquanto não houver severas punições a esses bárbaros vai continuar as depredações. Depredar é crime contra o patrimônio e quem o pratica deve ser punido. Sou radicalmente contra o vandalismo e a favor de cadeia para os vândalos.

21/07/2014
*O autor é Professor, Poeta, Músico, Filho/morador da cidade de Nova Ipixuna-PA.
Contatos:
E-mail: agmael2011@gmail.com
Watsapp: 94 91761761

Blog: novaipixunaonline.blogspot.com

BANCO DE DESENVOLVIMENTO: AVANÇAR É PRECISO

Por: Agmael Lima*

Com o objetivo de financiar projetos de infraestrutura em países em desenvolvimento, os chefes de Estado de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS), assinaram um tratado para a criação de um banco de desenvolvimento. O evento aconteceu durante a reunião de cúpula em Fortaleza em 15 de Julho de 2014.

O NBD (Banco de Desenvolvimento), já nasce grande com um capital inicial de US$ 50 bilhões, divididos igualmente entre os membros fundadores, sendo que esse valor pode chegar a US$ 100 bilhões, beneficiando não somente os países membros do BRICS, mas também países pobres fora dessa instituição que foi criada no início da década passada para designar nações emergentes com foco de crescimento econômico no mundo e que pudesse atrair a atenção dos investidores.

Essa é a primeira vez que países emergentes criam uma instituição desse porte afim de desenvolver ações com objetivo de incentivar soluções para problemas históricos, principalmente na área de infraestrutura.

Para mim o mais importante em tudo isso é que o NBD atenderá as necessidades e interesses de outros países, sem depender exclusivamente do Banco Mundial.

Boa parte da sociedade brasileira ainda não se deu conta da grandiosidade da fundação do Banco de Desenvolvimento, mas essa ação coloca o Brasil como um emergente de grande potencial. O Brasil está se projetando no cenário externo criando a possibilidade real do país avançar definitivamente para o futuro. A esperança é que logo seremos um país desenvolvido, soberano, igualitário e rico.

* O autor é Professor, Poeta, Músico, Filho/morador da cidade de Nova Ipixuna-PA.
Contatos:
E-mail: agmael2011@gmail.com
Watsapp: 94 91761761

Blog: novaipixunaonline.blogspot.com

segunda-feira, 14 de julho de 2014

“OS CÃES LADRAM; A CARAVANA PASSA” *

Por Agmael Lima **


Chegamos ao final da Copa do Mundo no Brasil e mesmo com o fracasso proporcionado pela nossa Seleção, ficou um legado a ser comemorado no âmbito econômico e de negócios, apesar de a oposição e setores da mídia nos últimos meses terem apostado no fracasso desses aspectos que apontava para um panorama sombrio, com protestos, greves e problemas de infraestrutura. O que aconteceu foi exatamente ao contrário, pois diversos dados consolidam o sucesso da Copa do Mundo no Brasil.

Segundo dados a Copa deve somar cerca de R$ 30 bilhões à economia brasileira e também foi responsável pela geração de um milhão de empregos durante o evento. Sem falar que o sucesso da mesma fará turistas voltarem ao Brasil, numa expectativa milhares de novos visitantes nos próximos anos. Essa Copa foi uma grande vitória para o Brasil e serviu para desmentir todos aqueles que só faziam a previsão de que a Copa não daria certo em termos de organização, desejando que isso acontecesse por razões de ordem política, criando um mau humor na população.

Reforçados pela grande mídia brasileira, diversas pessoas como cães raivosos, usando insultos descivilizados e despidos de qualquer respeito, as vezes agindo avessos aos bons costumes, despejaram as mais repugnantes ofensas de baixo calão ao Governo brasileiro na intenção de enfraquecê-lo. No meu ponto de vista não atribuo tais ofensas à “falta de educação”, mas sim ao ódio por não admitirem que um ex-operário ou uma mulher sobrevivente da Ditadura Militar pudesse governar o Brasil, priorizando a implantação de políticas afirmativas direcionadas às mulheres, aos investimentos em construção de moradias populares, na agricultura familiar, na construção de universidades federais e centros de ensino tecnológicos e outras política de inclusão que vem sendo implantadas e tantas outros avanços que fazem que esses dois consigam o reconhecimento por grande parte da nossa população.

Protestar é preciso, é necessário. Mas deve ser feito de forma que não se ultrapasse os limites do respeito pessoal. Mas muitos promovem em seus protestos uma verdadeira baixaria vendo na mesma uma enorme oportunidade de demarcar as regras de uma disputa política, proferindo atitudes que eles jamais admitiriam em suas próprias residências.

Muitos ainda pensam que xingamentos, ofensas à dignidade alheia, gestos desrespeitosos e insultos à reputação das pessoas é Democracia. Para mim esse tipo de pessoas ao agirem assim estão endossando a liberdade para que seus filhos e netos possam desmoralizar os professores, os avós, as mães, os pais, ao vizinhos, os policiais, os juízes, as autoridades, e qualquer outra pessoa que os desagradem.  Isso para mim é confundir a Democracia com o "tudo pode".

Nunca devemos nos esquecer que a Presidenta Dilma Rousseff foi eleita democraticamente. Portanto, os cidadãos brasileiros deve ter o entendimento de que se não está concordando com a forma com que ela está conduzindo o governo, a melhor maneira de criticar é votando de acordo suas vontades. Isso vale para aqueles que não sabem criticar sem que não haja ofensa pessoal.

E se a alguém ainda reste alguma dúvida de que essa Copa foi um fracasso para o nosso país, basta perguntar aos trabalhadores da construção civil; às agências de turismo, camareiras, donos de hotéis e empregados; perguntem também aos engenheiros, mestre de obras e pedreiros que trabalharam nas construções dos estádios; perguntem aos tradutores, aos comerciantes das cidades invadidas por turistas do mundo inteiro, essas pessoas falarão se a Copa foi ou não um mau negócio.

O que eu vejo é que quanto mais é vítima de baixaria, a Presidenta Dilma Rousseff se agiganta e conquista a solidariedade de pessoas que não possuem a alma sedenta pelo oportunismo político. Não importa o barulho que façam os cães, a caravana deve seguir o seu caminho, sem se esquecer que há uma estrela a ser seguida. Uma caravana é feita de gestos, de sonhos, de atitudes, de longas vivências, de cumplicidades, de sentimentos fortes, de amizade, de amor e de desejos.

Os incapazes são como cães raivosos a latir e não se conformam com o sucesso dos que tomam atitudes responsáveis. Não importa o latidos, não importa o barulho que fazem, a caravana deve seguir seu rumo, apesar dos cães.

* O título deste texto reproduz um provérbio árabe bastante conhecido.
** O autor é Professor, Poeta, Músico, Filho/morador da cidade de Nova Ipixuna-PA.

Contatos:
E-mail: agmael2011@gmail.com
Watsapp: 94 91761761

Blog: novaipixunaonline.blogspot.com 

sexta-feira, 27 de junho de 2014

GOLEADA NO PESSIMISMO



Por Agmael Lima*

Desde o início deste ano de 2014 até a abertura da Copa do Mundo, a imagem do Brasil foi alvo de um ataque de histeria por boa parte da mídia nacional e internacional, o que consequentemente incentivou grande parte da população brasileira a manifestar contrariamente à realização desse importante evento que regado ao grito ensurdecedor do “não vai ter copa”, buscou principalmente ironizar o governo brasileiro e manchar o nome do nosso país lá fora, passando com terrorismo a ideia de que o Brasil está em guerra contra a realização da Copa.

Sabemos que no nosso país muita coisa que precisa ser mudada principalmente nas áreas de políticas públicas, no sistema de ensino, distribuição de renda, segurança, saúde, e que haja oportunidades iguais para todos, além de reformas políticas e econômicas e reforma agrária, mas sabemos também que esses problemas não seriam resolvidos de um dia para a noite se por acaso não houvesse Copa no Brasil.

Na verdade o que se pode notar claramente é que mal se iniciou a Copa, o apocalíptico e tsunâmico fim do mundo que fora anunciado simplesmente não aconteceu e ao invés do caos anunciado o Brasil deu uma goleada no pessimismo mostrando aos turistas vindo dos quatro canto do planeta uma grandiosa eficiência no sentido de organização e hospitalidade.



Estádios e aeroportos ficaram prontos, voos acontecem sem atraso, os hotéis estão lotados de turistas, tudo está sobre controle, tanto para as seleções como para os nossos visitantes. O grito do “não vai ter copa” foi substituído pelo verde e amarelo colorindo as ruas, estádios e rincões de cada canto do país que vibra com cada apresentação da nossa seleção.

Não nos deixemos levar pelo engano, pois existem leis que obrigam o Governo a aplicar uma percentagem definida dos recursos em educação, saúde, segurança pública, etc. Portanto esses boatos que foram desviados recursos disso ou daquilo é politicagem barata. E se houve irregularidades que se busquem penalizar os culpados.

Como brasileiro e amante do futebol, entendo que a Copa do Mundo é o evento mundial mais importante da atualidade, e o país que o realiza, pode ser considerado um grande país. Portanto, sejamos mais patriotas participando com orgulho dessa oportunidade única que nos é oferecida.

*O autor é Professor, Poeta e Filho/morador da cidade de Nova Ipixuna no Pará.
Contatos:

Watsapp: 9491761761

sábado, 31 de maio de 2014

NOVA IPIXUNA: BANDO EXPLODE CAIXA ELETRÔNICO DA AGÊNCIA DO BRADESCO

Por: Agmael Lima
 
A pacata Nova Ipixuna localizada no sudeste paraense amanheceu assustada depois de uma ação criminosa ousada onde a única agência bancária do Bradesco localizada na Avenida Tocantins, no centro comercial da cidade, foi alvo de bandidos na madrugada deste sábado (31).

A equipe do Blog “Nova Ipixuna On-line” esteve no local e obteve informações de que o ocorrido aconteceu por volta das quatro horas da madrugada onde os bandidos colocaram explosivos no caixa eletrônico, o que culminou numa devastadora explosão destruindo todo terminal bancário.

Durante a manhã deste sábado as proximidades do acontecimento virou "ponto turístico", lotado de moradores que foram conferir os estragos causados pela explosão da agência bancária. A polícia isolou as áreas para o trabalho da perícia.

Até o momento não se sabe quantos bandidos participaram da ação e a quantia de dinheiro que foi levada. Ainda são poucas as informações sobre o acontecimento e assim que tivermos mais informações estaremos divulgando.

 A ação deixou moradores assustados.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

O FIASCO DO JUSTIN “BIBA”

Por: Agmael Lima – 11/11/2013

O Brasil é uma República de Bananas conhecido mundialmente como a Casa da Mãe Joana. A impressão que se tem é que aceitamos com muita ingenuidade qualquer ação praticada por gringos que nos desrespeitam e desmoralizam, enquanto lá fora somos tratados como marginais. As atitudes do Justin Bieber em nosso país na semana passada foi uma prova de que muita gente aceita a imoralidade praticada contra nossa gente com a maior naturalidade.

Há atitudes, falas e expressões que não dizem nada a que veio e que não agregam valores. Confesso que muitos modos desrespeitosos como cuspir em fã, deixar o palco, pichar muro, praticada pelo cantor Justin Bieber não me representam. Não o vejo como um exemplo a ser seguido, mas sim como um adolescente mimado, dotado de um besteirol generalizado, afetado por um narcisismo sem graça e muita falta de semancol. Um jovem indisciplinado e transformado num péssimo exemplo para os adolescentes e jovens que o seguem. Para mim ele passou de menino prodígio a adolescente problema.

Acho muito bonito um amor de fã, e mais bonito ainda o reconhecimento do ídolo por esse sentimento tão puro. Coisa que o Bieber não expressou com suas fãs brasileiras. Ele tinha que vir ao Brasil para mostrar seu trabalho e não para fazer baderna e querer pisar nas pessoas que demostram carinho por ele, afinal de contas é do carinho dos fãs que ele vive.

O classifico como um artista mimado que acha que o mundo gira ao seu redor. Para mim ele é apenas mais um artista de um único hit, uma música conhecida por todo mundo, inclusive por quem não é fã e não acompanha sua carreira: “Baby”.

Justin Bieber se destacou por ser bonitinho e ter feito sucesso muito novo, mas artisticamente é apenas um moleque com um conceito mercenário concebido por gravadoras como um produto descartável para ganhar dinheiro fácil e rápido, usando apelos da beleza, do visual e do marketing aliado a canções pops de refrões chicletes, em harmonias simples de fácil assimilação, para um público infantil e pré-adolescente que são alvos fáceis por serem pessoas ainda em formação, sem vivência, experiência e argumentos para questionar e analisar o conteúdo artístico, a qualidade e as atitudes do artista. E assim segue o mercado transformando seres estúpidos e arrogantes em suas celebridades amadas e idolatradas.


No meu ponto de vista, a partir do momento em que a pessoa se torna artista, tem que saber lidar com os altos e baixos da fama, com o assédio dos fãs, com o fato de não ter mais uma vida privada sossegada. Ser um artista foi uma escolha que o Justin Bieber fez. Sinceramente, ele não é merecedor do sucesso que tem.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

MAIS MÉDICOS: PARÁ RECEBE MAIS 142 PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Por: Agmael Lima

Esta semana mais 142 médicos desembarcaram no aeroporto da Base Aérea de Belém. Eles compõem o contingente do Programa Mais Médicos do Governo Federal e irá atender  em 58 municípios paraenses, além de 3 distritos indígenas do estado.
O Programa “Mais Médicos”, foi lançado em 8 de julho deste ano pelo Governo Federal, com o objetivo de ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país que não despertaram o interesse de profissionais brasileiros.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

NOVA IPIXUNA: DIA DA INDEPENDÊNCIA É COMEMORADO EM GRANDE ESTILO

João Brasil foi um dos destaques do desfile
Por Agmael Lima

A Proclamação da Independência no Brasil completou 191 anos neste dia 07 de setembro. Esta é uma data que está dentro do calendário de vida de cada um dos brasileiros, fazendo parte da nossa programação cultural sujeitando-nos à nossa história, em forma de patriotismo, onde milhões de brasileiros ganham as ruas na ânsia de celebrar mais um ano de nossa democracia, renovando as esperanças e conquistas que caracteriza o ser humano como cidadão, o nosso direito de ter uma “Pátria Nossa”.

Deputado Wandenkolk Gonçalves, João Brasil e o Vereador Filho
Com bases nesse amor patriótico, e com o tema: “Minha Cidade: Meu Passado, Meu Presente, Meu Futuro”, Nova Ipixuna foi palco de uma programação festiva e um desfile cívico que marcou a grande comemoração na nossa independência na tarde deste domingo (08) com a participação das escolas de todo município e a participação especial de autoridades, personalidades, e cidadãos ligados à história do seu povo, com destaque para o escritor e fundador de Nova Ipixuna João Brasil Monteiro que desfilou com a bandeira municipal, e para o Deputado Federal Wandenkolk Gonçalves, além do Prefeito, do Vice-prefeito e vereadores do município. Outros destaques foram: a homenagem aos funcionários pioneiros da EMEF Maria Irany; aos artistas locais, às igrejas, associações e entidades.
Professores e Coordenadores de escolas com o  Vereador Maranhense


O desfile cívico foi organizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Educacional (SEMUDED), e contou com a colaboração de todas as secretarias municipais, além da Prefeitura Municipal de Nova Ipixuna.


domingo, 28 de julho de 2013

SAI A LISTA DOS FINALISTAS DO “V FESTIVAL DA MÚSICA POPULAR PARAENSE” ETAPA DE MARABÁ




Por Agmael Lima

Os classificados de Marabá se reuniram para definir o sorteio da ordem em que os intérpretes se apresentarão na próxima quinta-feira (1).

Os 12 selecionados para a etapa Marabá do “V Festival de Música Popular Paraense” se reuniram na tarde de da última quinta-feira (25) na sede da RBATV em Marabá com o coordenador do evento Marco Antônio Souza. Os nomes dos classificados foram divulgados no jornal DIÁRIO DO PARÁ, e a reunião com o coordenador foi para determinar os preparativos da próxima etapa, que acontecerá no dia 1.º de agosto na Praça São Félix, às 20h.

A reunião foi para definir a ordem em que as músicas serão apresentadas assim como a data dos ensaios, que serão na próxima segunda e terça-feira.

ORDEM DA APRESENTAÇÃO DAS MÚSICAS

1 – Música: Vou cuidar de mim – Júlio César Oliveira de Souza (autor e intérprete), Sertanejo

2 – Música: Que seja assim – André Luiz Alho Almeida (autor) Maria Nilva Burjack Barcelos (intérprete), Samba

3 – Música: Eu não sou pra casar – Diego Aquino Cavalcante Gonçalves (autor e intérprete), Carimbó-afro

4 – Música: Nova geração – Andrei Ramos dos Santos (autor) e Diego Riedeo (intérprete), Hard-Rock

5 – Música: Antologia Paraense – Deuza Lima (intérprete) Agmael Lima (autor), Carimbó

6 – Música: Pátria Amada – Maria Nilva Burjack Barcelos (autor e intérprete), MPP

7 – Música: A voz dos campos – Juciê Cardoso da Silva (autor e intérprete), Carimbó

8 – Música: Antes do fim – Helbert Braz Fernandes (autor) e Edison Soares (intérprete), Mambo

9 – Música: Brasileiros – Jaivânia Batista Araújo de Souza (autor e intérprete), Regional

10 – Música: Você sabe – Rodrigo Barjonas da Cruz Rodrigues (autor e intérprete), Rock Pop

11 – Música: Por causa da precisão – James Souza de Araújo (autor e intérprete), Xote

12 – Música: Fornalha – Clauber dos Santos Martins (autor e intérprete), Rock.

PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DI ASSIS REALIZA CASAMENTOS COMUNITÁRIOS EM NOVA IPIXUNA


Casais felizes após a bênção matrimonial

Por Agmael Lima

Centenas de pessoas presenciaram na noite deste sábado (27) na Paróquia São Francisco Di Assis em Nova Ipixuna o casamento comunitário onde 38 casais receberam a bênção nupcial das mãos de Dom Vital Corbellini, bispo diocesano de Marabá. O evento foi organizado pela Pastoral dos Noivos da Igreja Católica do município.

O casamento comunitário é parte de uma nova proposta da Igreja Católica de Nova Ipixuna que busca realizar sonhos de casais que até então viviam maritalmente há algum tempo.

Para chegar ao casamento, os noivos participaram de um curso realizado pela Pastoral dos Noivos e pelo Padre Adriano com treinamentos durante os dias que antecederam o evento. Foram muitas palestras coletivas e em separado, tanto para o casal quanto individualmente, num trabalho incansável onde o que prevaleceu foi a perseverança de orientar a todos sobre a vida conjugal.

O casamento comunitário tem os seus momentos de beleza e encanto quando os noivos são levados pelo compromisso de assumirem com fidelidade e amor as palavras ditas perante o padre e a comunidade que devem ser carinhosos e responsáveis um com o outro.


O Casamento Comunitário em Nova Ipixuna foi uma oportunidade da família atender ao chamado de Deus a unir-se religiosamente. Parabéns aos noivos.

terça-feira, 25 de junho de 2013

DOIS MORTOS E QUATRO FERIDOS NO LAGO DE TUCURUÍ



Por Agmael Lima

Uma verdadeira tragédia aconteceu na tarde do último domingo (23), na região conhecida como Açaizal no município de Goianésia do Pará, onde um acidente provocado por uma descarga elétrica deixou duas pessoas mortas, quatro feridas e um adolescente ileso. 

A tragédia ocorreu devido uma canoa motorizada, conhecida popularmente como rabeta, que transportava os passageiros e o piloto acabou atingindo um fio de energia de alta tensão, o que fatalmente vitimou seus tripulantes.